Impressões da meia-noite

Olha que lindo o silêncio ao luar!
São devaneios celestes.
Sente essa brisa, mas não se esqueça do silêncio encantador das tardes noturnas. Tudo está quieto e ao caminharmos pelas ruas perceberemos que as casas guardam segredos.
A noite é encantadoramente silenciosa como se até dentro de nós estivesse tudo o que é de seu feitio. Luas, estrelas, trevas e umbrais sinistros onde pessoas perambulam normalmente em seus próprios anseios e misérias nesse mundo de irreal ilusões fornecidas pelo momento acordado de nossas vidas.
Poucas vezes é dia tanto do lado de dentro quanto do lado de fora
de uma construção invisível chamada “nós”.
No entanto, é possível ver uma pequena nesga de luz
como um clarão sorridente de sol
amanhecendo num sorriso
de quem descobriu
pela primeira vez
ao acordar
com os primeiros raios do sol
que sorrir
é manter-se
constantemente
ensolarado como o dia
dos primeiros raios de vida das nossas vidas.
Esse dia
sempre dia, apesar da noite
ser bem no meio da gente
ainda
misteriosos
sorrisos de enigmas enluarados, mas as manhãs sempre acobertam esses mistérios.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s