Ser é estar

Então é mais uma sexta-feira e tudo vai bem. Experimentar conviver e não só viver é algo difícil nos dias de hoje. Seja como for, a vida é bela, nossos colegas de trabalho são umas figuras e o que importa é estarmos onde queremos, sempre, pois sorte maior não há do que seguirmos o caminho ditado pelo nosso coração.

31925011_1766522280057552_7069973411434332160_n

Anúncios

Conduzidos pela pausa

Então é mais uma segunda e você precisa ir trabalhar. Sempre naquele ônibus cheio de gente, os iguais, nem melhores ou piores, apenas estão ali como poderiam estar aqui, lá em Caruaru, Nova Iorque, Paris, São Paulo.

Melhor seria ser filho da Xuxa (nossa, isso soa quase como xingamento!), ou ter nascido irmão da Sasha, a filha da Xuxa (ainda parece xingamento …), xingamento, shingamento; não importa o lugar ou a forma de dizer, atualmente, no mundo, não há lugar pra sermos.

Se a condução está cheia de trabalhadores, políticos corruptos, advogados que advogam em causa própria, o que fazer quando te chamam descaradamente de filho da Xuxa? De bom gosto mesmo é ser chamado de filho de Gisele Bündchen. A Gisele é bem mais bonita, não possui os atributos que tornam a Xuxa uma especie de desenho animado que se tornou humano. A Xuxa, se você olhar bem, parece aquelas bonecas de plástico, ela parece também um bebê crescido. Gisele não. Gisele é mulher que a natureza fez sem tirar nem por, sem excessos, nem exagerar.

Agora pensem nas filhas de Xuxa e Gisele: elas nunca precisarão pensar em previdência, limites do cartão de crédito, da matemática, enfim, a Teoria da Relatividade não parece ser aplicável a milionários e afins. Não precisarão pensar em SUS, BOPE, eleições, pegar ônibus cheio, fila de banco, cinema, autógrafos, injeção, hot dog, das portas do céu, a lista é grande! E, nem falei ainda (nem vou falar dos filhos dos netos da rainha da inglaterra, que aqui escrevo gostosamente em letras minúsculas, porque pra mim, essas pessoas não possuem nenhuma importância na minha vida), nem vou falar e ponto.

O que conduz a gente é generoso por atiçar nossa personalidade e inteligência. As dúvidas são o nosso combustível. Se há respostas, há mais perguntas. Se há mais cosas entre o céu e a terra, há mais anda entre o céu e o inferno, entre o céu e outros céus.

Aqui não é o mundo das ideias, aqui é o mundo do erro e do aprendizado. Se toda riqueza do mundo fosse distribuída igualmente pra cada ser humano, em questão de semanas todas as desigualdades sociais voltariam ao normal, foi o que li em algum lugar.

O importante? Ah, sim, claro, a arte. A arte é a virgula que pausa toda frase produzida pelas ciências.

A imagem pode conter: 2 pessoas

Imagem: Gabriel Trópz

Abissal

Começar a escrever é como existir em vários lugares ao mesmo tempo. Nunca estive em tantos lugares quanto aquele, e só aquele livro bom, pode me levar. Pode ser o coração, a razão, só um breve pensamento … A verdade, é ela, que não me sai da cabeça, sigo em sua busca sem alcançar, nem palpar nada … Apenas sinto o progresso lento de alguém a meditar sob o topo do Kilimanjaro sob o topo do Himalaia e a imaginar saltar dessas alturas e sentir a sensação real de voar e aterrissar num jardim edênico cheio de maravilhas.

O perfume das flores emanado cada vez que penso, as aquarelas siderais de estrelas, o raio energético correndo nas veias luminosas d’alma como o prisma que transfere suas cores n’água e sem contar já sei serem sete as cores de beleza pura e natural. Sete vezes eu poderia criar o big bang, a criação, mas nunca poderia criar a revelação no olhar como tampouco o sentir estar, bem como o não estar sentindo, o existir por pensar e o pensar por existir.

Nós não existimos, emanamos essências do momento inicial. Assim a vida é uma explosão, o coração repete, bombeando nosso sangue, o momento da criação. A criação pulsa em nós. Só, nem mesmo assim sinto solidão. Acompanhado, me sinto só, por saber  que por vezes estou próximo daqueles que estão como antenas a transmitir mensagens para si; em cada mente e coração humanos vibram frequências tão mais subterrâneas quanto as lavas de vulcões ou as mais profundas regiões desconhecidas do nosso planeta Terra.

Imagem de Bali, Indonesia, by Bernard Hermant on Unsplash.

Zen

O que poderei dizer no exato momento em que finalmente saberei tudo? Os inteligentes julgam os loucos, loucos, e, os loucos pensam que os inteligentes são os tiranos que os aprisionam. Ser louco é ter inteligência suficiente pra saber que ser inteligente é burrice. Como sempre deve suceder, abençoados os que nada sabem porque deles será o mundo sem véus.

Queria experimentar o sabor de uma vela aromática de baunilha. Queria que esse sabor fosse a minha paixão se espalhando pelo ambiente. Pois eu sou: chama; sou a chama que vive. Brilho que ilumina e deseja dar o melhor de si, o melhor de seu aroma, o melhor do seu sabor, o melhor de sua essência, enfim.

Sê como a luz, mas nunca esqueça de você quando ela não está em ti. Muito tempo atrás uma estrela surgiu. Ainda vemos sua luz, em pesar por um lado ela não existir mais, sua luz ainda chega até nós e segue adiante, por outro.

Penso no sorriso daqueles que se foram e ainda emitem suas luzes em mim.